segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Cleópatra


Beleza Negra, como a mais negra noite.
Sua pele tão lisa transpira Desejo.
Sua boca tão linda e tão rica em beijos
me faz desejar de sua língua o açoite.

O corpo é esguio, inspira a vontade
de nadar em seu rio, me perder em seu mar.
No abraço um convite à felicidade,
e logo contigo anseio estar.

A luz do sorriso a todos fascina.
Na voz a atitude de quem sabe o que quer.
Trazendo em seu rosto o olhar de menina.
Ardendo em seu corpo o calor da mulher.

4 comentários:

guímel disse...

Como sempre escreve divinamente, com uma sensibilidade incrível.
Felizarda a musa que te inspirou a Cleópatra!

Bjsss

Arcanjo disse...

Obrigado, um elogio seu vale muito pra mim porque você sim escreve muito bem, beijos deste pobre Anjo que te admira...

Participante disse...

Versos doces, sensuais e sinuosos como as curvas da cálida egípcia...
Um excelente interprete dos personagens históricos e mitológicos.

Jaqueline disse...

Olá,
Como é fascinante suas palavras... Amei.
As vezes acho q vc ñ existe, mas sei q és de verdade! Bjs

Minha foto
Sou o que sou. Sou incoerente por vezes, sou sonhador sempre, temo o desconhecido sem contudo deixar de arriscar, tenho planos e projetos, construí e e ví cair em minha frente castelos. Como un anjo voei ao céu mas longínquo, e como um cometa caí. A queda de machucou, contudo me fez mais forte. Sou falho e impreciso. Simplesmente indefinível, enfim sou apenas humano.