terça-feira, 20 de julho de 2010

O Céu e o Mar


O Céu a noite pensa no Mar.
Lembra-se quando nele se perdera.
E com saudades torna a recordar,
os bons momentos que co’Ele vivera.

Perdido em seus sonhos se põe a lembrar
de cada momento assim passado.
Onde enfim um dia sentira-se amado,
deitado no leito das águas do Mar.

Hoje sozinho o que resta? A saudade,
e a esperança de um dia terminar,
essa dor que a cada dia lhe invade,
no Horizonte, o lugar onde o Céu beija o Mar.

2 comentários:

Palavras!! disse...

O Céu a noite pensa no Mar.....lindo amei ...amigo anjo....rsr adorei seu recado..e desculpe o meus maus habitos...visto q meu blog esta as poeiras....rsrs pois sem net aq estou..mas sempre q puder passarei e te darei um oi......abraço...F.G

guímel disse...

Como sempre escreve divinamente....
E, quando a alma grita? Eis que surge a saudade!

Bjsss

Minha foto
Sou o que sou. Sou incoerente por vezes, sou sonhador sempre, temo o desconhecido sem contudo deixar de arriscar, tenho planos e projetos, construí e e ví cair em minha frente castelos. Como un anjo voei ao céu mas longínquo, e como um cometa caí. A queda de machucou, contudo me fez mais forte. Sou falho e impreciso. Simplesmente indefinível, enfim sou apenas humano.